Lojas de Cidadão: reabertura assinalada em Castelo Branco

Lojas de Cidadão: reabertura assinalada em Castelo Branco

As Lojas de Cidadão voltaram, hoje, a abrir portas com atendimento por agendamento prévio

É uma das medidas que integra a terceira fase de desconfinamento, e após um período de encerramento, agora, já é possível voltar ao atendimento presencial nas Lojas de Cidadão, mas exclusivamente por agendamento prévio.

Para assinalar a reabertura das Lojas, a Ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão, marcou presença na Loja de Cidadão de Castelo Branco, juntamente com a Secretária de Estado da Inovação e da Modernização Administrativa, Fátima Fonseca. Nesta celebração esteve também a Presidente do Conselho Diretivo da Agência para a Modernização Administrativa, Fátima Madureira, e o Presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco, José Augusto Alves.

Para garantir a segurança de todos, utentes e trabalhadores, foram reforçadas as medidas de segurança já implementadas (sinalética, acrílicos separadores e pontos de desinfeção), sendo que terá início a testagem periódica de todos os trabalhadores das Lojas de Cidadão sob gestão da AMA.

Esta reabertura reúne algumas regras como, por exemplo, a lotação máxima de 1 pessoa por cada 20 m2, e mantém-se a obrigatoriedade de uso de máscara e higienização das mãos.

O agendamento de serviços públicos para atendimento nas Lojas de Cidadão, pode ser efetuado online no portal ePortugal, e através das linhas telefónicas para o Centro de Contacto Cidadão (300 003 990) e Centro de Contacto Empresa (300 003 980).

Ciclo de Formação em Acessibilidade e Usabilidade Digitais

Ciclo de Formação em Acessibilidade e Usabilidade Digitais

Tem início a 21 de abril e já estão abertas as inscrições.

No dia 21 de abril, pelas 10 horas, será transmitido, a partir do Canal Youtube da AMA, o evento de lançamento do Ciclo de Formação em Acessibilidade e Usabilidade Digitais.

A transformação digital acelerada proporciona uma oportunidade ímpar à inclusão e à participação de pessoas com deficiência na sociedade, graças às Tecnologias de Informação e Comunicação. Um dos principais desafios da Era Digital passa por melhorar a acessibilidade e a usabilidade dos sítios Web e das aplicações móveis. Como está Portugal a responder a este desafio? Quais são as obrigações legais, as normas, as boas práticas e como implementar?

É na busca pelas respostas para estas perguntas, que este Ciclo decorrerá. Com um total de 3 Mesas [quase] Redondas e 6 Oficinas [mãos na massa] Digitais, pretende sensibilizar, mas também mostrar várias estratégias de como fazer.

Destina-se a um público vasto, não apenas especialista, com responsabilidades na elaboração de conteúdos, serviços e produtos digitais. 

Todos os eventos contarão com interpretação em Língua Gestual Portuguesa e já é possível realizar a inscrição nas Mesas Redondas e nas Oficinas Digitais.

Questionário: soluções de Inteligência Artificial no setor público

Questionário: soluções de Inteligência Artificial no setor público

O questionário está disponível até 30 de abril

A iniciativa AI watch da Comissão Europeia é um serviço para monitorizar o desenvolvimento, adesão e o impacto da Inteligência Artificial (IA) na Europa, abrangendo várias áreas/tarefas, designadamente a utilização de mecanismos de Inteligência Artificial no setor público.

No âmbito desta iniciativa, a Comissão Europeia lançou um questionário sobre soluções de Inteligência Artificial que as entidades da Administração Pública (AP) tenham implementadas, ou que estejam em vias de implementar, desde aplicações mobile, ferramentas digitais, serviços públicos, entre outras soluções, sendo que todas as entidades da AP poderão responder.

O questionário pode ser submetido até 30 de abril de 2021.