Governo e Estratégias digitais

Governo e Estratégias digitais

Portugal acolheu reunião anual de E-Leaders

Este ano o evento E-Leaders decorreu no Centro Cultural de Belém, nos dias 21 e 22 de Setembro.

A organização ficou a cargo da OCDE e da Agência para a Modernização Administrativa. O tema deste ano foi a transformação digital do sector público, estando em debate matérias como as competências digitais ou os serviços centrados nos cidadãos.

Neste fórum, reuniram-se os responsáveis pela Governação Digital nos Estados-membros/parceiros da OCDE, sendo a AMA a representante nacional.

O evento contou com a participação de delegações de diversos países, organizações internacionais e sociedade civil, que debateram estratégias digitais governamentais, fomentando a troca de experiências e boas práticas para governos com maior transparência, inclusão e eficiência.

Chave Móvel Digital

Chave Móvel Digital

40 Mil portugueses já escolheram um método simples e seguro para aceder a diversos serviços públicos on-line...

A Chave Móvel Digital (CMD) é um meio simples e seguro de autenticação dos cidadãos em portais e sítios da administração pública na internet com dois fatores de segurança: palavra-chave e código SMS ou e-mail.


Trata-se de um método mais simples (uma senha para todos os sítios), mais seguro (código enviado por sms ou e-mail) e mais cómodo (sem deslocações e tempos de espera).


A ativação da Chave Móvel Digital pode ser feita presencialmente, em qualquer Loja ou Espaço Cidadão ou on-line em autenticacao.gov.pt.

Mais de 500 Espaços Cidadão em funcionamento

Mais de 500 Espaços Cidadão em funcionamento

Em março de 2014, com a abertura dos primeiros Espaços Cidadão (EC), pretendia-se garantir que a prestação digital de serviços públicos...

Em março de 2014, com a abertura dos primeiros Espaços Cidadão (EC), pretendia-se garantir que a prestação digital de serviços públicos não implicaria a infoexclusão de qualquer cidadão, que por falta de conhecimento ou de acesso ficasse impedido de utilizar os serviços públicos online.

Desde essa data a rede de Espaços Cidadão tem crescido substancialmente em número, serviços disponibilizados e no número de  entidades parceiras. Contamos hoje com mais 500 Espaços Cidadão.

Com aproximadamente 200 serviços disponibilizados e duas dezenas de entidades parceiras, o objetivo continua a ser o mesmo, disponibilizar serviços de proximidade, mais acessíveis e inclusivos que permitam a aproximação dos cidadãos aos serviços públicos digitais.

É neste sentido que a AMA e as entidades parceiras têm vindo a trabalhar, tendo, no decorrer do corrente ano, aberto já 93 novos Espaços.

O reforço da rede nacional de Espaços Cidadão tem vindo a garantir uma maior cobertura do território nacional, não tendo contudo sido descurada a preocupação com os cidadãos Portugueses residentes no estrangeiro. Com a abertura do Espaço de Paris, em junho de 2016, e do Espaço de São Paulo em março de 2017, tornou-se possível  chegar às comunidades portuguesas ali residentes, que passaram a contar  com  uma diversidade de serviços por via eletrónica.