AMA debate mudança de paradigma no governo digital

AMA debate mudança de paradigma no governo digital

No âmbito da Conferência de Governo Digital Anual do Uruguai, organizada pela AGESIC, ntidade congénere da AMA no Uruguai.

 

 

No âmbito da Conferência de Governo Digital Anual do Uruguai, organizada pela AGESIC, entidade congénere da AMA no Uruguai e representante deste país no grupo Digital Nations, mais de 700 representantes de administrações públicas da região da América do Sul e dos países do grupo Digital Nations debateram, dia 7 de novembro, em Montevideu, formas inovadoras de colaborar e criar mais valor para os cidadãos e empresas através do governo digital.

 

A AMA participou no painel «Desafios da Transformação Digital», com representantes do Canadá e da Dinamarca, onde as intervenções visaram estratégias a utilizar pelas organizações para mudar o paradigma de funcionamento dos serviços públicos e governação transversal das tecnologias de informação que lhes estão subjacentes. 

 

Foi ainda salientado que as administrações públicas deverão trabalhar colaborativamente entre si e com a restante sociedade civil, academia e setor privado, para desenvolver - e inclusivamente antecipar – aqueles que serão os serviços mais procurados pelos cidadãos e empresas. Para esta «colaboração para a transformação» é fundamental a existência de componentes comuns e abertas que permitam a interoperabilidade e a integração.

Conferência «Digital Nations» reúne líderes digitais em Montevideu

Conferência «Digital Nations» reúne líderes digitais em Montevideu

Evento decorreu nos dias 5 e 6 de novembro

 

A AMA representa Portugal no grupo Digital Nations (anteriormente designado D9) e participou na conferência anual, que decorreu nos dias 5 e 6 de novembro, em Montevideu, no Uruguai. 


O Digital Nations é constituído pelo Canadá, Coreia do Sul, Estónia, Israel, México, Nova Zelândia, Portugal, Reino Unido, Uruguai e Dinamarca. Este grupo tem como objetivo a partilha de melhores práticas, identificação de potenciais melhorias nos serviços digitais dos países membros, e colaboração em projetos comuns que promovam o crescimento das respetivas economias digitais. Temas como a interoperabilidade, identidade digital, dados e inteligência artificial, direitos digitais, abertura e transparência, entre outros que constam na referida Carta de Princípios, são temáticas fundamentais na abordagem adotado pelos diversos países.


Em Montevideu, o grupo reconheceu a importância de uma governação de dados integrada, dentro dos seus países e ao nível internacional, de forma a que esta permita antecipar as necessidades dos cidadãos, concorra para uma maior eficiência, e facilite a tomada de decisão e criação de políticas públicas.


A participação portuguesa neste grupo prestigiado acresce ao reconhecimento internacional da excelência que o nosso país tem vindo a evidenciar no âmbito do governo digital, patente em diversos exercícios de avaliação internacionais como, por exemplo, o European eGovernment Benchmark (Comissão Europeia), o Digital Evolution Index (The Fletcher School's Institute for Business in the Global Context, Tufts University) ou o United Nations eGov Survey.

Simplex + vence prémios EPSA 2019

Simplex + vence prémios EPSA 2019

Para além desta distinção, Portugal venceu igualmente três Certificados de Boas Práticas

 

Depois de já ter sido distinguido com um Certificado de Boas Práticas, o Simplex+ é o grande vencedor da categoria Europeia e Nacional, da edição 2019 dos prémios  EPSA (European Public Sector Awards).

Os Espaços Cidadão e a Tarifa Social de Energia (em colaboração com a Direção-geral de Energia e Geologia) receberam igualmente Certificados de Boas Práticas, atribuídos pelo European Institute of Public Administration, ficando entre os 20 selecionados para esta distinção, escolhidos entre as 81 candidaturas recebidas, com origem em vários países.

Os prémios EPSA premeiam iniciativas de prestação de serviços públicos e de edificação de políticas públicas. A edição de 2019 teve como tema «New solutions to complex challenges – A public sector citizen-centric, sustainable and fit for the future» e os respetivos vencedores foram apresentados no evento que decorreu na cidade de Maastricht entre os dias 4 e 6 de novembro.